Após H.Stern denunciar, mulher de classe média é presa por vender joias falsas

As joias eram cópias de modelos de uma grande joalheria. A vendedora tinha estampa de Patricinha. Os produtos eram vendidos como verdadeiros pelas redes sociais a preços bem mais conta que os originais. A combinação desses elementos chamou a atenção da H.Stern, a joalheria em questão, que procurou a polícia para denunciar a pirataria. Após três meses de investigações, agentes da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM) prenderam Mariana Souza Mora, de 30 anos, a patricinha em questão. Crime: falsificação.

Com ela foram apreendidos, colares, pulseiras, aneis e brincos, além de “pedras preciosas” e moldes usados nas falsificações. Como segurança para o comprador, Mariana oferecia certificado de autenticidade que tinha até QR Code. O material será enviado ainda hoje para avaliação da H.Stern.

Segundo o delegado Maurício Demétrio, no momento da prisão, a mulher estava com o equivalente a cerca de R$ 500 mil em joias e pedras falsas. O material foi encontrado na casa de Mariana, em um condomínio de luxo, na Estrada Alcebíades Pinto, em Itaipu, Regão Oceânica de Niterói. As peças eram vendidas por preços que variavam entre R$ 5 mil e R$ 12 mil, revela o Extra.

Na delegacia, Mariana, que pode pegar até dois anos de prisão, negou o crime. ela vai responder em liberdade. A Polícia Civil pretende enviar informações à Polícia Federal para investigar se as pedras falsas são objeto de contrabando.

— Importante notar que é uma pessoa de classe média alta cometendo esse tipo de crime, que no imaginário da sociedade só seria cometido por camelôs. Investigaremos agora a origem das pedras, pois identificamos diversas viagens dela para o Oriente Médio — disse o delegado.

Mariana, segundo a polícia, vendia as joias falsas como verdadeira em um site de vendas. Sua especialidade era falsificar joias de uma das maiores joalherias do país. Por peça, cobrava entre R$ 5 mil e R$ 12 mil por cada peça.

13/09/2018

(Visited 8 times, 1 visits today)