Fluxo de passageiros cresce 2,5% no Aeroporto Zumbi dos Palmares

O turismo em Alagoas não para de crescer, fazendo com que a atividade se torne uma das principais matrizes econômicas do Estado. Prova disso são os números totais de fluxo de embarque e desembarque de passageiros do Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares que, por mais um mês, são positivos.

Segundo a Infraero, mais de 174 mil pessoas passaram pela principal porta de entrada do Estado no mês de outubro. Este número é 2,5% maior do que o mesmo período do ano passado. No acumulado do ano, entre os meses de janeiro e outubro, o número chega a aproximadamente 1,7 milhão de passageiros, este índice é 7,6% maior que o ano de 2016.

Este é o sexto mês em que os números de fluxo de passageiros são positivos em Alagoas. À frente da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), Rafael Brito, explica que os números são resultados diretos de ações de promoção e divulgação do destino, além da articulação para promoção de novos voos.

“Estamos superando as dificuldades impostas pela crise e pela concorrência com outras capitais com muito trabalho. Articulação de mais de 400 voos para esta alta temporada, divulgação intensa no mercado nacional e internacional, além do fortalecimento das regiões turísticas. Com seis meses de crescimento no fluxo, nós iremos superar a meta de dois milhões de turistas no ano e isso gera um impacto gigante na economia do Estado”, explica Rafael Brito.

Incentivos e ações promocionais

O crescimento no número de turistas pode ser explicado pelos incentivos promovidos pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), como a redução do imposto sobre o Querosene de Aviação (QAV) de 17% para 12%, que tornou o Estado mais atrativo para as companhias aéreas.

A Sedetur promove, ainda, a capacitação de agentes de viagens nacionais e internacionais, para divulgar os produtos turísticos do Estado. Somente neste semestre, a equipe técnica da pasta já percorreu os países Uruguai, Chile, Paraguai e Argentina, sendo este último principal mercado emissor para Alagoas, capacitando mais de mil profissionais.

Além de divulgação com públicos especializados, a pasta realiza também press trips com jornalistas de veículos de imprensa para atingir o público final. Nos últimos 12 meses a Sedetur emplacou por meio de parcerias páginas em revistas como a de bordo Gol, neste mês de novembro. Além dela, publicações como a Casa Vogue, a Galisteu e jornais como a Folha e o Estadão veicularam informações dos destinos turísticos alagoanos. Caso os espaços nestas mídias tivessem sido comprados, custariam mais de R$ 18 milhões aos cofres públicos.

Ascom – 24/11/2017

(Visited 3 times, 1 visits today)